Ministério do Desemprego… privado

Agências privadas vão gerir dez mil desempregados em Lisboa e no Porto

Será que vão começar por demitir o ministro do desemprego, já que fica a mais?

“Não se trata de qualquer financiamento a empresas privadas, mas a prestação de um serviço que concorrerá para o cumprimento dos objectivos do serviço público”, nota o ministério. “O recurso a esta solução experimental visa, para além do nuclear objectivo directo de integração profissional das pessoas envolvidas, para as quais no final de um período mínimo de um ano o serviço público não tinha encontrado uma resposta, avaliar metodologias, processos e recursos diferentes dos promovidos, no sentido de poder melhorar as prestações futuras neste domínio”, acrescenta.

Será, certamente, por caridade que as empresas farão o papel que compete ao estado.

Quanto aos valores pagos às agências pela prestação desse serviço, estarão associados “às contribuições para o sistema de Segurança Social resultantes da integração profissional, valorizando os vínculos permanentes, a duração destes nas situações de contratação a termo e o valor das remunerações, bem como aos valores de desoneração da protecção no desemprego e social, por força da respectiva integração”.

Ah, afinal recebem mesmo… Coisas. Destes parasitas a viver à conta do estado a direitalha já não se importa… Onde costumam eles arranjar tachinhos mesmo?

Leave a Comment

Filed under "Liberais" a funcionar, Guerra de Classes, Negócios à Portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *