Cavaco, Portas e Passos sabiam do que se passava no BES

A defesa do que se fez com o BES cada vez é mais claramente manipulação

Durante a comissão afirmou ter-se encontrado com Cavaco Silva em abril de 2014 para o assegurar de boas relações mantidas com Angola. Contudo, disse que o Presidente “não teve mais nenhuma intervenção neste processo”.

Mas esta quinta-feira desmente estas afirmações, admitindo ter-se encontrado novamente com Cavaco Silva em maio de 2014 para fazer um “pedido de apoio institucional” e “confiança nos planos de recuperação” do BES.

Também não se sabia de uma reunião que teve com Paulo Portas em maio, exlicando que marcou a reunião com o mesmo intuito da com Cavaco.

Leave a Comment

Filed under "Liberais" a funcionar, Negócios à Portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *