Monthly Archives: Junho 2016

A propaganda é uma coisa maravilhosa

Kevin West, a regular at Pulse, told the LA Times he had been messaging with Mateen on and off for a year on the gay dating app Jack’d. He says he never met Mateen in person until the night of the attacks. Also, one Pulse regular interviewed by the Sentinel said Mateen had been a regular at the club “for years.”

http://talkingpointsmemo.com/edblog/at-police-academy-fellow-students-thought-mateen-was-gay

“We went to a few gay bars with him, and I was not out at the time, so I declined his offer,” the former classmate said. He asked that his name not be used.He believed Mateen was gay, but not open about it. Mateen was awkward, and for a while the classmate and the rest in the group of friends felt sorry for him.

“He just wanted to fit in and no one liked him,” he said. “He was always socially awkward.”

http://www.palmbeachpost.com/news/news/orlando-shooter-omar-mateen-was-gay-former-classma/nrfwW/

The FBI is investigating reports that Orlando nightclub shooter Omar Mateen used gay dating apps and regularly visited Pulse before he shot more than 100 people inside, killing 49.

 At least five people have come forward saying they saw Mateen at gay clubs, painting a complicated portrait of the American-born Muslim whom the FBI believes was radicalized by terrorist groups.
É pá, tá decidido, vamos limitar as liberdades dos gays, são demasiado violentos.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

A banalização do mal

e o respeito que a direita tem pela assembleia

Leave a Comment

Filed under Guerra de Classes, Negócios à Portuguesa

Arrivederci, Porto

Tenho que dar os parabéns à direcção, muito paté e caviar comeram e deram a comer à minha custa, embora já tivesse desistido de ir ao estádio. É caso para dizer, ide chular o caralho. Se ainda fosse para impedir o colinho dos clubes do regime, um gajo fechava os olhos.

–  Os encargos relacionados com aquisições de passes de jogadores aumentaram 1,912M€ comparativamente a janeiro, pelo que aqui poderão estar incluídas as comissões pagas por Suk, Marega e José Sá (neste caso também o preço do guarda-redes).
– O valor total de aquisições para o plantel ascende a 56,045M€, para um total de 13,171M€ de encargos (23,5% de impacto). O segundo maior impacto da SAD, só ultrapassado por 2013-14 (ler mais aqui), curiosamente duas épocas em que o FC Porto acaba no 3º lugar do campeonato. Sempre se pagaram comissões, mas nunca se pagou tanto por tão pouco retorno desportivo.
– No 1º trimestre, a SAD informou que pagou serviços de intermediação a 14 agentes/empresas. No 2º trimestre, manteve 14 entidades, mas com duas alterações: Ricardo Rivera e Pedro Regufe deixaram de estar na lista, e por sua vez entraram a C.B.Nafricatalentssport a Gopro Sport Management. Agora entram: «Vela Management Limited RAMP – Management Group International[,] Jorge António Berlanga Amaya, Team Management, Ricardo Calleri, Onsidefoot Malta Limited». A lista da FPF não ajuda a perceber estas intervenções. Na lista da FPF não há nenhuma operação a envolver Ricardo Calleri ou a Onsidefoot (há apenas menção de intermediação de Fabián Cuero, para o Braga B); da RAMP sabe-se ter estado envolvida em Chidozie, com a novidade de estar associada a uma empresa do universo Doyen; sobra Berlanga Amaya, que negociou Layún e Gudiño, no início da época. Curiosamente, na lista da FPF aparecem intermediários de Marega (Ben Aissa Abdelaziz) e Suk (Paulo Filipe Duarte Dias) que não são mencionados neste R&C da SAD.
– Imbula, conforme previsto, gerou uma mais-valia de 3,867M€. A intermediação foi feita pela Kick International Agency B.V., sociedade próxima de Luciano D’Onofrio.
– O FC Porto teve proveitos de 2,315M€ com jogadores emprestados, mas contrariamente teve custos de 2,835M€.
– O FC Porto comprou mais 10% do passe de Hernâni, enquanto esteve emprestado ao Olympiacos. O FC Porto comprou mais 0,5% do passe de Diego Reyes enquanto esteve cedido à Real Sociedad (curiosa a questão dos 0,5% – já tinha sido cedido uma idêntica percentagem aquando da contratação de Otávio). Embora a SAD tenha anunciado a compra de mais 10% de Aboubakar, na lista dos ativos do plantel o avançado continua com 37,5% do passe.
– O FC Porto informa que deixou de ter qualquer percentagem do passe de Caballero, avançado «alienado a outro Clube ou Sociedade Anónima Desportiva durante a época desportiva 2014/15». Há um ano tinha 70% (quando foi contratado era a 100%, desconhecendo-se a quem e por quanto foram cedidos 30%) e no R&C do primeiro semestre o seu nome não apareceu. Recordemos que Caballero fez capas n’O JOGO como potencial sucessor de Jackson (teve direito a manchetes antes de André Silva) e, há três anos, segundo o seu advogado custaria 365 mil euros por direitos de formação; o caso envolveu um litígio e a FIFA posteriormente deu razão ao FC Porto e declarou que Caballero chegaria «como jogador livre»; mas a SAD pagou 1,53 milhões de euros à sociedade MHD, S.A. Agora, aparentemente, Caballero já não pertence ao FC Porto. E ninguém deu por isso.

Leave a Comment

Filed under Guerra de Classes, Negócios à Portuguesa

O que é que a igreja e a tarologia têm em comum?

Os brandos costumes, pois claro

“Ando muito nervosa derivado ao meu marido. Há 40 anos que eu sofro de violação doméstica, como é que se diz isso?”, pergunta. “Violência”, auxilia a taróloga. “Ele bate-me, ele faz…”

[…]

A taróloga recomenda paciência à espectadora. Aconselha-a a não discutir, a não procurar conflito. “Não está aqui nenhuma separação, por isso você escolheu este homem, independentemente de tudo, por enquanto é com ele que vai ficar”, declara. “Quando damos amor, recebemos amor, mesmo que seja em menos quantidade. Se damos violência, recebemos violência. Se você recebe violência, corte este ciclo e não dê violência, nem que seja por palavras ou… mime-o. Por muito difícil que isso seja, por muito difícil que isso seja. Está bem?”

Ainda se ouve-se Maria da Glória dizer: “É muito difícil sim. Tenho de andar sempre à frente, a fazer as pazes”. E Carla Duarte a retorquir: “Pois tem. Como se fosse a mãe. E continue, que é para isto não piorar. E assim não piora. Está bem? Você conhece-o bem, sabe como é que lhe pode dar mimo.”

Leave a Comment

Filed under Psicopatia

FMI, esses perigosos comunistas

Nicolau Santos, in Expresso diário via Estátua de Sal

O artigo (*) saiu na edição de junho de uma revista trimestral do FMI e, em suma, os seus autores sustentam que dois dos maiores “amores” dos neoliberais – a liberalização dos movimentos de capitais e a consolidação orçamental – em vez de promoverem crescimento, aumentaram a probabilidade de crises financeiras, fizeram disparar a desigualdade e prejudicaram significativamente o nível e a duração do crescimento económico.

São quatro as conclusões dos autores, resumidas num artigo de Jorge Nascimento Rodrigues, disponível no Expresso Diário:

Primeira: os benefícios em termos de crescimento económico são bastante difíceis de encontrar quando se analisa um grupo alargado de países e não um ou outro caso de estudo.

Segunda: os custos em termos de aumento da volatilidade e da frequência de crises financeiras – ou só bancária, ou só cambial, ou “gémeas”, de coincidência dos dois tipos – são evidentes; as probabilidades aumentaram significativamente.

Terceira: os custos em termos de desigualdade são proeminentes, particularmente ao fim de cinco anos.

Quarta: essa desigualdade prejudicou o nível e a sustentabilidade do crescimento, havendo, agora, muita evidência desse ciclo negativo. Os autores dizem que “os decisores, e as instituições como o FMI que os aconselham, devem guiar-se não pela fé, mas pela evidência do que funcionou”. E a evidência empírica revela o que manifestamente não funcionou.

Leave a Comment

Filed under Austeridade, Desiconomia

Mais uma história de dois grandes empreendedores lusos

A primeira parte da história do BANIF

1 Comment

Filed under Negócios à Portuguesa, Psicopatia