Category Archives: Psicopatia

Portugal Está Melhor ™ VIII

Esquerda.net

De acordo com os dados do Ministério da Justiça, as dívidas até 500 euros aumentaram 54% entre 2013 e 2014, sendo que a maioria diz respeito a fornecimento de bens e serviços. Dívidas com água, luz e gás cresceram 10% neste período.
Em 2014, deram entrada no Balcão Nacional de Injunções 206 980 dívidas, face às 185 024 registadas em 2013. As dívidas de montante inferior a 500 euros foram as que mais contribuíram para este aumento.

No ano passado, foram comprovadas no BNI 62 164 dívidas de valor inferior a 500 euros, mais 21 765 do que em 2013, o que representa um crescimento de 54%. A maioria destas dívidas diz respeito a fornecimento de bens e serviços. Dívidas com água, luz e gás cresceram 10% neste período.

Leave a Comment

Filed under Austeridade, Guerra de Classes, Psicopatia

Austeridade, qual Austeridade? (versão FMI)

Msn

“Temos uma coisa chamada ‘Hellenic Financial Stability Facility’, uma ramificação do ‘European Financial Stability Facility’, fundo que recebeu 50 mil milhões para recapitalizar a banca grega. Este é dinheiro que os contribuintes gregos pediram emprestado para impulsionar a banca mas, enquanto ministro das Finanças, não me deixaram escolher o CEO e nem sequer podia participar nas relações do fundo com os bancos. O povo grego, que nos elegeu, não tinha assim qualquer controlo sobre como é que este dinheiro foi e é usado”, começa por apontar Varoufakis.

Depois de estudar a lei que criou estes mecanismos, “descobri que só tinha um poder sobre estes, que era o de determinar o salário desta gente. Percebi que os salários destes funcionários eram monstruosos para os padrões gregos. Num país com tanta fome e onde o salário mínimo foi cortado para 520 euros, esta gente ganhava qualquer coisa como 18 mil euros por mês”, revela.

Assim, “decidi exercer o meu único poder e usei uma regra muito simples: se as pensões e os salários caíram em média 40% desde o início da crise então decretei um corte de 40% nos salários destes funcionários. Mesmo assim ficavam com um salário elevadíssimo. Sabe o que aconteceu? Recebi uma carta da troika a dizer que a minha decisão tinha sido anulada pois não estava devidamente justificada. Ou seja, num país onde a troika insiste que as pessoas que vivem com 300 euros por mês devem viver com 100 euros por mês, recusaram o meu exercício de corte de despesas e anularam os meus poderes enquanto ministro para cortar os salários desta gente.”

Leave a Comment

Filed under Austeridade, Guerra de Classes, Hipocrisias, Psicopatia

Portugal à Frente

Facebook de António Raminhos

Leave a Comment

Filed under Hipocrisias, Psicopatia

A outra narrativa

Ramón Grosfogue, sociólogo da Universidade de Berkeley em entrevista ao Publico.es traduzido pelo Esquerda.net

[E]sta divisão [norte contra sul da Europa] começou no século XVII, quando o sul da Europa era visto como um lugar inferior após a Guerra dos Trinta Anos, quando Amesterdão tira Espanha e a Península Ibérica do centro do sistema-mundo criado a partir da expansão colonial de 1492.[…]

No norte utilizam termos como PIGS e dizem que a causa da crise são os países do sul, porque são vadios, preguiçosos e corruptos. Como se no norte não existisse corrupção, como se a corrupção fosse uma característica do sul europeu. Não reconhecem que a causa da crise é a pilhagem do capital financeiro internacional. Mas não é nada de novo. É o mesmo discurso que o ocidente utilizou para explicar a pobreza em África, América Latina e Ásia.

É um discurso totalmente racista que tem estado sempre aí desde há quatrocentos anos, e que volta a emergir agora com força a partir da crise.

[…]

O capital financeiro alemão no século XXI precisa de periferia. A Alemanha sempre foi um império que perdeu a batalha das periferias em África, Ásia e América Latina. Por isso, olha para o leste da Europa, que é a sua periferia histórica, e para o sul da Europa como a sua nova periferia no século XXI. Sem periferias não têm como competir com a ascensão da China e com os Estados Unidos. E daí conclui-se? O sul da Europa, nos últimos vinte anos, “ficou muito caro” nos seus custos de produção e mão-de-obra para a concorrência do capital financeiro alemão com a China. Daí a política de austeridade do capital financeiro alemão através da troika para empobrecer o sul da Europa e assim produzir mão-de-obra barata. Nas atuais negociações, a Grécia cede e mesmo assim os alemães impõe mais restrições, por que o que se quer no fundo é que acabem de sair.

[…]

Dado a ascensão da direita e da extrema-direita no norte, uma política de esquerda antitroika e antineoliberal tem que assumir a saída do euro; e isto somente se consegue se se conseguir uma mudança anticolonialista, assumindo-se como parte do sul e deixar a ilusão europeia de uma vez por todas.

[…]

Falaste do racismo do norte contra o sul. Na Europa aumentam os partidos de extrema-direita. Em Espanha não há uma Marine Le Pen, achas que há menos racismo?

Isso é uma falácia. A extrema-direita espanhola está no Partido Popular. No PP estão todos os discursos de Marine Le Pen, mas camuflados, como se fosse a direita clássica. E se há dúvidas, basta olhar para as políticas aplicadas nos últimos quatro anos. Eles são a extrema-direita na prática; nas suas políticas tens racismo, austeridade, lógicas neoliberais selvagens, tens tudo.

[…]

O problema não é o extremista com preconceitos mas as próprias instituições normativas das sociedades ocidentalizadas que estão construídas sobre práticas racistas para imigrantes ou minorias. Estas práticas encontra-las no mercado de trabalho, na ausência de direitos de cidadania, na falta de acesso a recursos, etc.

[…]

A opressão de classe vive-se também de forma diferente se se pertence a um grupo afetado pelo racismo ou não. […]  Mas isso não se passa só no México, em Marrocos ou no chamado Terceiro Mundo. Isto passa-se dentro do mundo ocidental, nas suas cidades globais, onde há zonas de manufatura com mão-de-obra migrante onde se tenta reproduzir os custos da China.

Leave a Comment

Filed under Guerra de Classes, Psicopatia

A Europa não é um projecto…

Sábado

Numa entrevista focada nas longas negociações com a Grécia, que segundo o presidente do executivo comunitário só terminaram com um acordo devido ao “medo”, Juncker, questionado sobre a questão da (in)sustentabilidade da dívida grega, revelou que, pessoalmente, pretendia que uma discussão sobre a questão tivesse ficado desde já agendada para Outubro, ideia que mereceu a oposição de Irlanda, Espanha e Portugal.

… é uma união de panem et circenses com as Pessoas Muito Sérias e Responsáveis a coçarem as costas uns dos outros para a sua raça se mantenha no poder. As questões económicas e sociais à muito que não interessam, o que é preciso é manter o caminho único iniciado em Maastricht de destruir o que os cidadãos obtiveram com o seu sangue, suor e lágrimas nos últimos dois séculos. A reconquista, previsivelmente, não será agradável nem perto de perfeita, mas a história tem o dom de se repetir porque nada se aprende com ela.

Leave a Comment

Filed under Psicopatia

Filas há muitas, ó palerma

(Imagem roubada ao Aventar)

(Imagem roubada no Facebook)

Luís Montenegro diz que em Portugal não há filas para ir ao multibanco. Não, mas há outras…

Leave a Comment

Filed under Austeridade, Guerra de Classes, Psicopatia